O que você acha que traz mais resultados na hora de planejar uma mudança de vida: traçar objetivos pessoais audaciosos ou fazer tarefas repetidas e entediantes por muito tempo?

Você acredita que para quebrar um mau hábito é melhor ter a audácia de dizer que nunca mais vai fazer algo ou ter paciência para ir melhorando um pouquinho a cada dia?

O que você faz quando tenta promover mudanças na sua vida e atinge um platô, um estado em que nada do que você faça parece trazer progressos?

Essas e outras perguntas sobre a melhor estratégia para cumprir suas metas pessoais de forma mais efetiva serão discutidas neste artigo, em que veremos:

  • O que são objetivos pessoais audaciosos
  • Por que objetivos pessoais audaciosos podem ser uma armadilha
  • Como cumprir seus objetivos com maestria: vencendo platôs
  • E se você trocasse a audácia pela consistência?

Vamos começar a conversa com um vídeo que gravei especificamente sobre objetivos pessoais audaciosos.

O que são objetivos pessoais audaciosos

Objetivos pessoais audaciosos são aquelas grandes decisões que você toma quando quer revolucionar a sua vida.

São momentos de ruptura em que você afirma para si mesmo que nunca mais vai fumar um cigarro, nunca mais vai comer um doce, nunca mais vai gastar além das suas possibilidades.

Esse tipo de decisão é audaciosa por dois motivos:

  1. “Nunca” é tempo demais.
  2. Qualquer pequena escorregada quebra o “Nunca” e acaba com a sua decisão.

Existem outros tipos de metas pessoais que exigem de você uma performance sobre-humana.

Por exemplo, quando você decide que vai passar em um vestibular, concurso público ou qualquer outro tipo de prova e diz para si mesmo que vai estudar até cair de sono.

Apesar de ser bem intencionada, essa meta pessoal é praticamente impossível de ser mantida a longo prazo.

Ao contrário, sem momentos de repouso e descanso, sua performance nos estudos pode até mesmo ser negativamente afetada pela sua audácia e causar um esgotamento.

E essa é uma armadilha na qual você não quer cair.

Por que objetivos pessoais audaciosos podem ser uma armadilha

Objetivos pessoais audaciosos

Dê uma olhada na lista de desafios do Mude.vc e faça uma breve reflexão. A maioria desses desafios são cumpridos por meio de momentos de ruptura ou por ações repetidas e consistentes?

Embora exista valor em traçar metas audaciosas, precisamos ter clareza para entender que essa imagem idealizada e sedutora de alcançar resultados por meio de um esforço intenso e momentâneo funciona mais em filmes do que na vida real.

Traçar uma meta pessoal ousada inspira e motiva. Mas se você quer mesmo realizar mudanças de alto impacto na sua vida, deve estar preparado para atividades entediantes, repetitivas, consistentes.

São elas que trazem os verdadeiros resultados para o seu desenvolvimento pessoal:

  • Se você quer emagrecer, precisa se alimentar bem todos os dias.
  • Se quer ganhar massa muscular, precisa se exercitar todos os dias.
  • Se seu objetivo é conquistar independência financeira, precisa mês após mês gastar menos do que ganha e investir a diferença.
  • Se quer passar em uma prova específica ou aprender um idioma, precisa estudar diariamente.

Eu sei que essa ideia é bem menos atraente do que a imagem de um momento de ruptura, em que você de repente toma uma única ação e causa uma verdadeira revolução na sua vida.

Conforme você adquire mais maturidade e experiência, vai perceber que para praticamente toda mudança de impacto que você quiser fazer na sua vida, você vai precisar mais de hábitos consistentes do que de grandes atitudes momentâneas.

Vamos ver, então, como fazer isso na prática.

Como cumprir seus objetivos com maestria: vencendo platôs

Metas e objetivos pessoais

Quando queremos cumprir objetivos pessoais importantes, temos que estar preparados para a atividade entediante, repetitiva e consistente. Na maioria dos casos, só ela traz o resultado desejado.

Grande parte das melhorias na sua qualidade de vida vêm com o tempo, dentro daquele estágio que chamamos de platô.

Quando você começa a fazer algo repetidamente, em regra vê um progresso nas primeiras vezes que que age. Depois de um tempo, porém, parece que o processo dá uma estagnada.

Quando isso acontece, dizemos que você atingiu um platô. Um estágio em que parece que nada está acontecendo, que você está fazendo a mesma coisa sem sair do lugar.

É nos momentos de platô que a maioria das pessoas desiste do trabalho consistente e volta a cair na armadilha de querer tomar grandes atitudes para atingir suas metas.

No entanto, é justamente nos momentos de platô que estamos consolidando nossas habilidades e juntando os recursos necessários para subir de nível com maestria.

Cuidado com as armadilhas da sociedade de consumo

Objetivos e metas

Quando vemos filmes, seriados ou mesmo alguns perfis de redes sociais, somos impactados com a ideia de que o caminho da mudança é por meio da audácia.

De uma maneira sutil, você recebe a ideia de que as mudanças podem ser fáceis, que podem ser atingidas por uma única grande atitude, sem o trabalho repetitivo, consistente e entediante.

Isso é compreensível. Já pensou se você fosse ver um filme de boxe e 99% do tempo de tela fosse com o lutador acordando na mesma hora, treinando o mesmo movimento repetidas vezes e voltando para casa para dormir e começar tudo de novo no dia seguinte?

O roteiro de grandes conquistas por meio de grandes atitudes pontuais funciona muito bem para a sociedade de consumo, mas para a nossa vida cotidiana é preciso entender que não existe crescimento sem platô.

Por isso, em vez de odiar esses momentos de estagnação, aprenda a gostar dele. Aprenda a sentir prazer na prática constante, pois é isso que vai produzir o hábito de crescimento pessoal contínuo.

Iniciativas motivadas por objetivos pessoais audaciosos são bonitinhas, mas dificilmente se sustentam no longo prazo.

Muita gente começa muita coisa e não termina nada justamente porque essa audácia toda é apenas uma fagulha.

Ela serve para dar ignição ao veículo, mas para mantê-lo ligado e avançando é preciso de combustível. E o combustível é a consistência.

Está gostando deste texto?

Conecte seu Facebook para encarar desafios, encontrar parceiros e vencer seus objetivos. É gratuito, basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext

Duas dicas para manter a consistência

Um dos maiores problemas com a consistência é mantê-la quando todo o seu esforço parece não estar trazendo resultado algum.

Para superar isso, existem duas grandes dicas.

A primeira dica é você monitorar a todo instante o seu nível de dificuldade. Você não quer uma atividade fácil demais, para não perder a motivação. Mas também não quer uma difícil demais, para não se sentir sobrecarregado.

Se a sua rotina para cumprir seus objetivos pessoais estiver fácil demais, tente algo um pouco mais difícil de próxima fazer. Algo que exija um esforço maior da sua parte.

Já se a rotina está difícil demais, da próxima vez faça algo mais simples.

Por exemplo, digamos que você tenha como meta pessoal aprender mandarim. Se na sua última sessão de estudos você conseguiu fazer tudo com muita facilidade, você pode apenas ter perdido tempo.

Na próxima sessão, busque aprender ideogramas novos. Procure algo que exija um pouco mais de esforço da sua parte, na medida certa.

Modele quem já alcançou seus objetivos

A segunda dica é você entrar em contato com pessoas que já cumpriram as metas que você deseja alcançar.

O caminho que você quer percorrer já foi vencido por outras pessoas. Vocë pode aprender como elas fizeram para superar as dificuldades e chegar ao destino final.

Aliás, só saber que alguém já fez algo que você tem como meta dá uma sensação de conforto e motivação.

Aqui mesmo no Mude.vc ou no canal da Arata Academy no YouTube você pode encontrar mesmos que tenham os mesmos desafios que você.

Não se preocupe se algumas delas parecem mais avançadas no caminho. Todas começaram do zero e não há motivo algum para ter vergonha disso.

Não se compare com pessoas que estão em um nível muito mais avançado. Inspire-se nelas. Mas se compare apenas com você mesmo. Com o progresso que vem sendo feito, mesmo que ele não seja aparente.

E se você trocasse a audácia pela consistência?

Objetivos pessoais e hábitos

Neste artigo, você descobriu que objetivos pessoais audaciosos possuem um papel importante para dar uma motivação inicial ao seu ímpeto de mudar. Mas viu que eles são ineficientes para realizar transformações de longo prazo.

Agora, o que aconteceria na sua vida se você abrisse mão da ideia de grandes atitudes? Se passasse a focar em um trabalho focado, disciplinado e constante?

Para executar mudanças de grande impacto na sua vida, você precisa aprender a amar as atividades repetitivas.

Precisa entender que, mesmo nos momentos de platô, progressos não aparentes estão se acumulando para tornar realidade as metas que você traçou.

Se você parar para pensar, vai ver que os momentos em que alcançamos alguma meta são infinitamente menores do que o tempo que passamos para alcançar tais metas.

Por isso, se você se sente satisfeito apenas quando atinge um objetivo, terá uma vida com alguns pouquíssimos momentos de satisfação rodeados por muita raiva, frustração ou tristeza.

Em vez disso, aprenda a amar a jornada. Aprenda a sentir satisfação apenas por estar no caminho rumo aos seus objetivos pessoais.

Apenas monitore o nível de dificuldade da sua jornada. Você não quer atividades muito fáceis nem muito difíceis. Encontre o ponto ideal para continuar se esforçando e conseguindo melhores resultados.

E sempre que possível entre em contato com pessoas mais experientes para compartilhar dicas e soluções. Pessoas que te mostrem um caminho e te deem um conforto emocional quando necessário.

Você pode contar comigo e com toda a equipe da Arata Academy para isso. Se precisar, entre no nosso canal oficial de contato e me conte quais são suas dificuldades para cumprir seus objetivos pessoais.

Seiiti Arata

Orientador nos cursos Arata Academy, que já impactaram dezenas de milhares de estudantes em cinco continentes. Profissional de desenvolvimento pessoal considerado escolha número um (top of mind) por líderes, empresários, estudantes e formadores de opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4.270 membros Ícone do Desafio jfb_p_buttontext

Não perca essa oportunidade:
Comece a mudar agora mesmo

Basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext