Você já ouviu falar de multipotencialidade?

Quando chegou a hora do vestibular, eu não tinha ideia de que curso queria fazer.

E não era porque não gostava de nenhum deles. Era porque gostava de muitos!

Como decidir entre tantas coisas interessantes e que poderiam desenvolver diferentes partes de mim?

Você se identifica com esse dilema? A dificuldade que encontra na hora de fazer escolhas profissionais é gostar de muita coisa?

Tem interesses diversos que parecem não se conectar? Gosta de estar sempre aprendendo coisas novas e tem habilidades que se encaixam em mais de uma área?

Se você se sente atraído por muitas direções diferentes, é sempre o iniciante e alguém já te disse que precisa se especializar para ter sucesso em alguma coisa, eu entendo como você se sente.

Grandes são as chances de que, ao contrário do que pensa, não haver nada de errado com você.

Você simplesmente é multipotencial!

Para entender melhor sua situação, continue lendo este artigo e descubra:

  • O que é multipotencialidade?
  • Por que você se sente deslocado?
  • Os poderes do multipotencial
  • A Lei de Pareto e a multipotencialidade
  • Profissões para multipotenciaisco

Vamos começar entendendo o que é a multipotencialidade.

O que é multipotencialidade?

Multipotenciais são pessoas que gostam ou se destacam em mais de uma atividade ou área. E, muitas vezes, perdem o interesse pela atividade na qual se destacaram, por buscarem novos desafios e experiências.

O multipotencial tem muitos interesses, gosta de desenvolver novas habilidades, ama aprender e tem dificuldade de se especializar em um único assunto, interesse ou área.

Você pode estar pensando que todo mundo gosta de aprender, fazer várias coisas e que isso é natural.

Concordo. Mas a diferença do multipotencial é precisar dessa variedade. Ter a necessidade de espaço para explorar interesses e curiosidades. Sentir que, se não tem isso, está perdendo alguma coisa.

Existe uma dificuldade muito real de escolher uma coisa só. Uma dificuldade que se transforma em angústia e ansiedade, se não aprendemos a lidar com ela.

A primeira vez que ouvi falar sobre o conceito da multipotencialidade foi em um TEDx Talk da escritora e coach Emilie Wapnick: Porque alguns de nós não temos uma única vocação.

Foi um grande ponto de virada na minha vida, quando descobri que estava tudo bem querer ser e fazer muitas coisas diferentes e que não era a única pessoa no mundo a me sentir assim.

Por que você se sente deslocado?

Multipotenciais

O problema é que, no mundo em que vivemos, uma personalidade mais generalista, não é valorizada.

Pelo contrário, o mercado valoriza a especialização.

O padrão é estudar, trabalhar e desenvolver sua carreira em uma única área. E esse caminho é um tormento para quem valoriza a variedade, curiosidade e exploração.

O termo pessoa renascentista também é usado para se referir a quem é multipotencial por um motivo.

Na época da Renascença, quem tinha conhecimento em áreas diversas era valorizado e reconhecido.

O que dizer de Leonardo da Vinci? Que era pintor, inventor, cientista, matemático, anatomista, poeta e muito mais.

Com o passar do tempo e a Revolução Industrial, a especialização passou a ser a bola da vez.

Para a produção de itens em larga escala, surgiu a necessidade de operários que realizassem apenas uma atividade repetidas vezes, como nas linhas de produção de Henry Ford.

Hoje, a maioria já não trabalha em fábricas ou indústrias. Mas esse desenvolvimento histórico e tipo de pensamento não permitem que encaremos o trabalho de outra forma, a especialização está arraigada culturalmente.

O que se espera de nós, como profissionais, é uma especialização. Estudar, trabalhar e desenvolver a carreira em uma área só. Esse é o padrão e o “normal”.

Por causa desse arranjo social e cultural, se você é multipotencial, tem dificuldade de se encaixar nos padrões esperados.

E é aí que problemas como apatia, falta de propósito, síndrome de burnout e até depressão, aparecem.

Os problemas de lutar contra sua natureza

O que é multipotencialidade

Multipotenciais sofrem com a paralisia por análise (ou seja, não conseguir se decidir por ter muitas opções), escolhas impulsivas ou conformistas e altos níveis de angústia e estresse.

Sentem que simplesmente não conseguem ter foco ou terminar o que começam.

Se você sempre lutou consigo mesmo contra a vontade de diversificar conhecimento, atividades, de sempre aprender, iniciar muitos projetos e finalizar poucos (ou nenhum), pare agora.

A multipotencialidade não precisa atrapalhar sua vida acadêmica, profissional e pessoal. Ela pode ser seu diferencial. E, de forma alguma, é uma limitação.

Impulsionar os impactos positivos e buscar formas de diminuir os negativos. Essa é a chave.

Os poderes da multipotencialidade

Vantagens da multipotencialidade

Se mudar sua perspectiva, você vai ver que a multipotencialidade é uma grande qualidade que, se bem trabalhada, pode render muitos resultados positivos. Você tem poderes muito especiais!

Só para começar, é comum entre multipotenciais características como curiosidade, criatividade e rapidez em aprender.

Outro diferencial é a facilidade em combinar conhecimentos, habilidades e experiências diferentes.

Como multipotenciais sabem sobre várias áreas e assuntos ou já trabalharam com coisas diversas, ter uma visão holística e conectar pontos de forma inovadora é um resultado natural disso.

Além de aplicar conhecimentos sobre determinado assunto, em áreas completamente diferentes.

O multipotencial, muitas vezes, se interessa por alguma coisa tão profundamente que vai atrás de aprender tudo sobre aquilo em pouquíssimo tempo.

Além disso, está acostumado a ser iniciante, começar atividades diferentes e não tem medo de tentar coisas novas. Por isso, a adaptabilidade é outra característica positiva super comum entre os multis.

Em busca de desenvolvimento

“Mantenha todas as suas paixões na sua vida – se você ama coisas diferentes, continue passando tempo com elas. Deixe-as conversando entre si. Algo começará a acontecer.” ~ Austin Kleon, autor de Roube Como Um Artista

Fora isso, pessoas multipotenciais estão sempre em busca do seu desenvolvimento pessoal. Aprender coisas novas, se aperfeiçoar e novos desafios são ótimas maneiras de estar em constante desenvolvimento.

Pesquisas também comprovam que é positivo estar envolvido em atividades e áreas diferentes.

Em um estudo publicado em 2009, Robert Root-Bernstein e sua equipe pesquisaram cientistas (até ganhadores de Prêmios Nobel), fazendo entrevistas e testes com eles durante 20 anos.

Eles descobriram que os cientistas que tiveram os trabalhos mais impactantes foram aqueles que tinham envolvimento com muitas áreas de pesquisa.

Esse fato comprova a importância de trabalhar em múltiplos projetos para entrar em contato com ideias diferentes e conhecer pessoas com outras visões de mundo.

Daí surgem mais ideias, inovação e uma capacidade maior de impactar a vida de outras pessoas.

A Lei de Pareto e a Multipotencialidade

Profissionais Multipotenciais

Mas como conseguir encaixar áreas, atividades e assuntos variados na sua vida e carreira? Como explorar tantos interesses diferentes? Como viver várias vidas em uma só?

Minha sugestão é que você se apoie no Princípio de Pareto.

De acordo com esse princípio, 80% dos resultados que obtemos são derivados de 20% das ações e esforços que investimos.

Ou seja, ao manter o foco nos 20% que realmente importam de um projeto, por exemplo, você vai conseguir praticamente todos os resultados que teria se se dedicasse 100% a ele.

Isso é uma ótima notícia para multipotenciais que querem ter mais de um trabalho, criar ou participar de mais de um projeto ao mesmo tempo ou fazer uma transição de carreira enquanto ainda mantêm o trabalho atual.

Desta forma, é possível explorar mais de uma área ou atividade. O que você precisa é descobrir quais são as ações ou conhecimentos que correspondem aos 20% cruciais para os resultados desejados.

A Lei de Pareto também pode te ajudar a lidar com o excesso de informação, grande dificuldade dos dias atuais, ainda mais para multis que querem saber e aprender de tudo um pouco.

Por que não cortar 80% das informações que não são cruciais para seus próximos objetivos?

Ser multipotencial não precisa significar falta de foco.

Inclusive, as pessoas multipotenciais que fazem isso dar certo e conseguem ter vários projetos, realizar muitas coisas e ser muitas coisas, são aquelas que sabem como, quando e aonde focar sua energia.

Profissões para multipotenciais

Profissões para Multipotenciais

Para que não restem dúvidas de que, sim, é possível abraçar seu perfil multipotencial e fazê-lo dar certo na sua vida e carreira, quero te mostrar alguns exemplos de pessoas que conseguiram.

James Franco é um ator, diretor, roteirista, comediante, produtor cinematográfico e escritor americano.

E apesar de acumular todas essas funções, ele consegue mandar bem em muitas delas, diferente do que o senso comum prega.

Ele já foi indicado para muitos prêmios como ator, inclusive o Oscar, e venceu alguns deles, como o Globo de Ouro. Mas ele também é artista e já fez exibições que incluíam escultura, fotografia, desenhos, filmes e vídeos.

James também está estudando Inglês em Yale e sai de lá PhD. Enfim, ele deve ter ainda outras atividades, mas essas já refutam a teoria de que, para ser bem sucedido, é preciso focar em uma coisa só.

Oprah Winfrey

Além de ter sido apresentadora de um dos programas de mais sucesso da televisão americana, Oprah Winfrey é atriz, produtora, empresária, filantropa, editora de revista e autora de livros.

Ela já foi considerada uma das mulheres mais influentes do mundo e foi a primeira mulher negra americana a entrar para a lista de bilionários da Forbes.

Seu talk show ganhou vários prêmios Emmy e ela já foi indicada para o Oscar como atriz, pelo filme “A Cor Púrpura”.

Depois de seu programa de entrevistas, que ficou no ar durante 25 anos, Oprah criou sua própria rede de televisão. Sua trajetória de muitas realizações também é um exemplo de que é possível sim ter sucesso em mais de uma atividade.

Está gostando deste texto?

Conecte seu Facebook para encarar desafios, encontrar parceiros e vencer seus objetivos. É gratuito, basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext

Richard Branson

Richard Branson é um empresário britânico e suas empresas atuam nas mais diversas áreas: música, aviação, vestuário, biocombustíveis e viagens aeroespaciais.

Mais conhecido por ser fundador do grupo Virgin, que possui mais de 400 companhias, ele tentou bater recordes mundiais, atravessando o oceano de barco e de balão.

Além das empresas, Branson publicou uma autobiografia que tornou-se best seller internacional, é filantropo, atuou (sendo ele mesmo) em muitos programas de televisão, entre muitas outras coisas.

Por causa de suas aventuras em diversas áreas e ramos de negócios, Richard Branson é um dos empresários mais bem sucedidos da atualidade e está na lista da Forbes de milionários do mundo.

Murilo Gun

Temos multipotenciais de sucesso no Brasil também!

Murilo Gun foi um dos pioneiros da internet no Brasil. Ele é formado em Administração, com MBA em Gestão. Trabalhou por um tempo na área, mas decidiu mudar tudo e virar comediante.

Chegou a fazer shows de stand-up por todo Brasil, e também na televisão.

Hoje é empresário, palestrante, professor, trabalha o tema da criatividade e tem um escola online com muitos cursos inovadores. O mais legal na trajetória do Murilo é que ele traz seu background de comediante para todas essas atividades.

Esses são alguns exemplos, mas você não precisa ser artista, famoso ou trabalhar com internet para alinhar seu perfil multi à sua carreira.

Existem muitos multipotenciais por aí, criando, aprendendo, e tendo muito sucesso. São reconhecidos pelo seu trabalho (ou trabalhos) e terem um retorno financeiro sustentável a partir dele.

O importante é perceber que esse reconhecimento é derivado de abraçar suas muitas paixões e talentos. Ser autêntico e não desperdiçar tempo e energia sendo quem não é.

Acredito que é essencial encorajar as pessoas multipotenciais a serem elas mesmas.

A maioria dos problemas atuais são complexos e multidisciplinares e pessoas criativas, inovadoras e multipotenciais são muito bem vindas para resolvê-los.

Equipes incríveis já são e poderiam ser compostas por multipotenciais e especialistas. Trabalhando juntos, combinando o que de melhor cada perfil pode oferecer para o mundo.

Esse é só o começo…

Multipotencialidade

Descobrir sua multipotencialidade é só o começo da sua jornada pessoal de autoconhecimento e desenvolvimento.

Aprender a lidar com ela é o trabalho de uma vida toda. O mais importante é se aceitar como você é e parar de lutar contra isso, tentando se enquadrar em padrões que não são seus.

Se você é multipotencial, pode parar de se sentir errado, desfocado ou um fracasso.

Você precisa de variedade na sua vida. Você quer aprender e fazer de tudo um pouco. E está tudo bem! Muitos passam pelo mesmo que você. Você não está sozinho.

A multipotencialidade traz desafios sim. Mas é uma característica que, se bem trabalhada, é o seu diferencial, a sua forma de se expressar no mundo.

Chegou a hora de os multipotenciais se aceitarem, se mostrarem e lutarem por mais reconhecimento.

O mundo está mudando, estamos quebrando muitos paradigmas, novos valores surgindo, novas formas de trabalhar e de viver. Então, acredito que esse seja um bom momento para ser e estar próximo de multipotenciais.

Renata Lapetina

Fundadora do Multipotenciais do Brasil, empreendedora, criadora de conteúdo, coach e mentora de multipotenciais.

6 Comentários

  1. Q artigo maravilhoso, vou trabalhar minha multipote cidade mt melhor agr. E n mais me sentir um deslocado no mundo, ou, um desatento.

  2. Adorei este artigo. Eu que também ainda agora senti que não tinha foco na vida, vim a perceber com este artigo que sou uma multipotencial.
    Gosto de vários assuntos e matérias e jamais me contentarei trabalhar numa só área.
    Obrigada pela clarificação.

  3. Realmente é um tema interessante, me encaixo perfeitamente no que foi falado. Ao meu ver tudo o que foi listado me parece ser uma característica de um profissional/pessoa generalista. Mas como o título de generalista tem sido mal visto nos tempos modernos, como foi explicado no texto, a galera começar a dar um novo nome, ou algo do tipo.

    Uma coisa que foi falada no texto mas sem dar nome ao boi, no exemplo do príncipio de Pareto, poderiamos falar que seria algo como ser um especialista-generalista (do inglês expert-generalists ou profissional em T). Você dedica 20% do seu tempo a sua especialidade que vai trazer 80% dos seus resultados e 80% do seu tempo em outras coisas.

  4. Uau! Muito obrigada! Embora eu esteja bem confusa. A tempos atrás escrevi em meu blog pessoal minhas metas para manter o foco em poucas coisas, explicando lá que minha grande dificuldade é o fato de ter muitos interesses. Passei em um concurso público a um tempo atrás, gosto do que faço, mas pensar em fazer a mesma coisa para o resto da minha vida me dá calafrios. Trabalho na educação, sou pedagoga e intérprete de libras, não consigo escolher uma pós graduação porque entra em conflito o que poderia ser usado no meu trabalho agora e os tantos outros cursos que eu gostaria de fazer. Fora meus interesses em jardinagem, música, idiomas, etc. Agora tenho bastante em que pensar, mas ler isso aqui foi um alívio.

  5. Amei o artigo! Maravilhoso mesmo é o compartilhamento de algo que é considerado por tantas vezes de forma negativa como uma incrível oportunidade de ser um agente transformador. Obrigada por toda informação e insights! Levarei para a vida! Estou me formando em coach e tenho certeza q esse conhecimento vai servir para continuar contribuindo.

  6. Parabéns pelo artigo e muito obrigado por compartilhar. Traz muito conforto a quem se identifica com ele :)

Comments are closed.

1.442 membros Ícone do Desafio jfb_p_buttontext

Não perca essa oportunidade:
Comece a mudar agora mesmo

Basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext