Se você soubesse que existe uma habilidade que você pode aprender e que, ao dominá-la, você seria capaz de ser muito mais feliz e ainda beneficiar as pessoas ao redor, você aprenderia essa habilidade? Pois saiba que essa habilidade existe e se chama empatia.

Essa palavra que hoje parece estar na moda significa uma capacidade que todos nós temos de ver o mundo a partir da perspectiva de outra pessoa.

Embora pareça algo exclusivamente altruísta, a verdade é que a empatia beneficia muito não só aos outros, como a você mesmo.

Neste texto, nós vamos entender como isso funciona aprendendo em detalhes:

  • O que é empatia
  • Por que ter empatia ajuda tanto você quanto os outros
  • Como desenvolver a habilidade de ter empatia
  • O que acontece quando você se torna uma pessoa mais empática

Para começar, vamos ver uma definição bem objetiva de empatia.

O que é empatia

O que é empatia

Existem diversas definições para a palavra empatia. No contexto deste artigo, vamos entender empatia como a habilidade de se colocar no lugar de outra pessoa com o objetivo de ajudar essa outra pessoa como se você fosse ela.

A condição de como se fosse a outra pessoa é importante. Essa condição significa que você não pode querer resolver os problemas da outra pessoa com a sua cabeça ou com os seus recursos, como normalmente a maioria de nós faz.

Ter empatia significa colocar-se genuinamente no lugar da outra pessoa. Isso significa que você só pode ajudá-la se procurar resolver o problema a partir da perspectiva dela, com as limitações dela.

Vou utilizar um exemplo extremo, apenas para você entender. Pense que você é um milionário, sem problemas financeiros, e recebe o pedido de ajuda de uma pessoa que ganha um salário mínimo e está desesperada para pagar uma dívida de 10 mil reais.

Para você, milionário, uma dívida de 10 mil reais é praticamente insignificante. Você pode pagá-la em minutos, com alguns toques no seu celular.

Se você procurar ajudar essa outra pessoa a partir da sua perspectiva, sua ajuda provavelmente não será muito útil.

Agora, se você utilizar empatia e realmente procurar entender o problema a partir da perspectiva dela, com as limitações dela, pode de fato compreender a questão e procurar meios viáveis de ajudá-la a resolver o problema.

A boa notícia é que, ao fazer isso, você não está ajudando apenas a outra pessoa, mas também a si mesmo.

Por que ter empatia ajuda tanto você quanto os outros

Exemplos de empatia

A empatia possui um excelente efeito colateral. Ela ajuda não apenas as outras pessoas, mas também auxilia quem a pratica a sair do autocentramento que é a fonte de boa parte do nosso sofrimento.

Sabe quando você está preso nos seus pensamentos, nos seus objetivos de vida, nas suas emoções? Desejando que as coisas fossem diferente do que são? Alimentando seus problemas com a mente até que eles se tornem muito maiores do que realmente são?

Essa prisão mental deriva do autocentramento, a tendência que temos em achar que o mundo gira ao nosso redor.

O autocentramento é um mal que nos faz ignorar tanto as outras pessoas quanto as infinitas possibilidades de resolução dos nossos próprios problemas. Ele gera uma mentalidade de escassez de soluções, nos impedindo de enxergar a abundância de opções que temos diante de nós.

Essa fixação exagerada na sua própria pessoa se dissolve quando você pratica empatia.

Aula Especial

Como descobrir seus valores

Descubra segredo nº 1 que pessoas comuns estão usando para assumir o controle do próprio futuro aprendendo a montar um plano de vida capaz de transformar os seus maiores sonhos em realidade, passo a passo e começando absolutamente do ZERO!

Quero receber a aula

Ao ter empatia genuína com outra pessoa, automaticamente você deixa o autocentramento de lado. Afinal, é impossível estar fixado em si mesmo e ao mesmo tempo se colocar no lugar de outra pessoa.

Por isso que a empatia é tão benéfica tanto para você quanto para os outros. Apesar de você receber vantagens ao praticar a empatia, isso não significa que você deve usar a empatia com esse propósito.

Se você vai usar empatia com o objetivo primário de beneficiar a si mesmo, já está começando errado. O propósito primário precisa ser o interesse verdadeiro em ajudar os outros.

A libertação do seu autocentramento é um efeito colateral bem vindo. É uma recompensa que gera uma sensação boa em você, estimulando que você volte a praticar empatia mais vezes.

Para isso, você só precisa descobrir como ser uma pessoa mais empática do jeito certo.

Como desenvolver a habilidade de ter empatia

Empatia significado

Algumas pessoas acreditam que a empatia é um dom. Ou você nasce com ela ou não tem nada.

Por essa perspectiva, existiriam algumas pessoas que são naturalmente empáticas e outras que simplesmente não conseguem se colocar no lugar dos demais para os ajudar.

Esse é um entendimento equivocado. A empatia é uma habilidade e, como toda habilidade, pode ser aprendida. Tudo o que você precisa para aprendê-la é ter as informações corretas e começar a praticar.

As informações corretas você já está obtendo aqui mesmo. A prática consiste em pegar essas informações e aplicá-las na prática, na vida real, ajudando outras pessoas.

Como toda habilidade, nas primeiras vezes que você a pratica, o processo vai ser difícil e o resultado não vai ser tão bom.

Pense na primeira vez que você fez alguma coisa. Na primeira vez que beijou, na primeira vez que dirigiu um carro, na primeira vez que cozinhou uma receita.

Provavelmente essa primeira vez foi complicada. Você se atrapalhou no processo, achou difícil e não obteve um resultado perfeito.

Na segunda vez, a coisa foi um pouco melhor. E assim sucessivamente, até que você começasse a fazer essas habilidades sem muita dificuldade.

Com a empatia, o processo é o mesmo. Se você nunca a praticou, vai se atrapalhar no começo, mas com o tempo vai melhorando.

Não existe uma receita de bolo que funcione para todo mundo, mas há sim dois pilares fundamentais. O primeiro é o interesse genuíno em ajudar a outra pessoa. O segundo é de fato se colocar no lugar da outra pessoa e pensar em como resolver o problema como se fosse ela, com todas as limitações dela.

O que acontece quando você se torna uma pessoa mais empática

Como ter empatia

Quando você começar a praticar empatia deliberadamente, muitas coisas boas começam a acontecer tanto na sua vida quanto na vida das pessoas ao seu redor.

Primeiro e mais importante, você verdadeiramente ajuda as pessoas próximas a resolverem seus problemas.

Isso por si só já bastaria.

Mas há ainda o efeito colateral de você sair do seu próprio autocentramento, de se ver ainda que momentaneamente livre das suas próprias aflições mentais.

Em terceiro lugar, você começa a se tornar uma referência. As pessoas próximas começam a enxergar você como alguém que se importa, que resolve problemas, que tem a capacidade de ajudar.

Esse terceiro aspecto é importante pessoal e profissionalmente. E ele pode gerar novas amizades, novos negócios, novas oportunidades para melhorar tanto a sua vida quanto a das outras pessoas.

Em último lugar, você começa a desenvolver a capacidade de resolver problemas. Restrito às limitações das outras pessoas, você vai precisa usar a criatividade para encontrar soluções práticas que realmente ajudem os demais.

Esse último ponto também pode trazer grandes benefícios pessoais e profissionais. No fundo, a capacidade de resolver problemas é a habilidade-mãe que todas as empresas procuram.

Ser um solucionador de problemas vai fazer com que você se destaque na sua profissão, seja promovido na sua carreira e até mesmo passe a receber um salário maior.

Em resumo, ter empatia é uma habilidade que você pode aprender e desenvolver para beneficiar todos os seres ao seu redor, o que inclui o seu próprio desenvolvimento pessoal.

Caso você tenha interesse nesse tipo de desenvolvimento pessoal, eu gostaria de te convidar a conhecer o curso Desenvolvimento Pessoal e descobrir como alcançar melhorias em sua vida começando por você mesmo.

Seiiti Arata

Orientador nos cursos Arata Academy, que já impactaram dezenas de milhares de estudantes em cinco continentes. Profissional de desenvolvimento pessoal considerado escolha número um (top of mind) por líderes, empresários, estudantes e formadores de opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não perca essa oportunidade:
Comece a mudar agora mesmo

Basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext