Você sabe o que é proatividade?

Muita gente chega ao Mude.vc procurando sobre produtividade, sobre técnicas para ser mais produtivo, mas são poucas as pessoas que mostram algum interesse em proatividade.

E se você descobrisse que, na verdade, a proatividade é tão ou até mais importante que a produtividade? E se soubesse que ela foi apontada com o mais importante hábito por aquele que é provavelmente o maior especialista em produtividade de todos os tempos?

É por isso que afirmamos: se você quer realizar suas metas, cumprir seus objetivos ou vencer seus desafios, deve se concentrar em ser uma pessoa mais proativa.

Como? É isso que vamos aprender neste artigo, onde veremos:

  • Por que a proatividade é tão importante
  • O que é ser uma pessoa proativa
  • Como ser uma pessoa proativa em 3 passos práticos
  • E se você começasse a priorizar proatividade?

O primeiro passo é entendermos a importância da proatividade.

Por que a proatividade é tão importante

Como ter proatividade

Imagine uma pessoa que não se esconde dos problemas. Que ao primeiro sinal já levanta a mão, toma a frente e assume a responsabilidade para resolver seja lá o que for.

Agora imagine que essa pessoa fosse você.

Que impactos esse tipo de proatividade teria na sua vida? Como suas preocupações seriam melhoradas se você tivesse esse tipo de atitude?

Tomar a iniciativa é algo que poucas pessoas fazem. O motivo é que esse é um tipo de atitude que nos tira da chamada zona de conforto.
Justamente por ser algo que poucas pessoas fazem, a proatividade é uma virtude que acaba destacando quem a tem.

Não é por acaso que Stephen Covey, autor do clássico Os 7 Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes, coloca a proatividade como o primeiro e talvez mais importante de seus sete hábitos.

Vamos, então, entender o que é ser uma pessoa proativa.

O que é ser uma pessoa proativa

https://youtu.be/pEAbDUu56H8

Uma pessoa proativa é aquela que assume a responsabilidade pela própria vida, define objetivos e ousa sonhar sem ficar procrastinando.

Enquanto a maior parte das pessoas fica apenas esperando as coisas acontecerem e reagindo aos eventos, quem tem proatividade constrói o próprio caminho, arquitetando o que chamamos de um Plano de Vida.

Isso não significa que reagir a eventos externos é um mal absoluto. O problema é que, infelizmente, muitas pessoas estão exageradamente reativas.

Se os eventos externos são neutros ou positivos, isso não causa grandes dificuldades. Porém, em tempos difíceis, as pessoas reativas acabam sofrendo mais do que o necessário.

Ser proativo é o contrário de ser reativo. Isso não significa apenas tomar a iniciativa.

Significa assumir a responsabilidade por tudo que ocorre na sua vida. E isso significa deixar de responsabilizar os outros pelas coisas que aconteceram com você.

Por meio da própria forma de falar você consegue facilmente diferenciar uma pessoa reativa de alguém que tem proatividade.

Pessoas proativas focam nas suas próprias ações e escolhas, não no que acontece ao seu redor, naquilo que elas não têm controle.

Quanto mais proativos somos, menor a tendência a culpar os outros por aquilo que nos acontece. Isso coloca sobre os nossos ombros a responsabilidade por tudo o que acontece em nossas vidas, para o bem ou para o mal.

Sendo assim, a pergunta óbvia que surge é: como ser uma pessoa proativa? É o que vamos ver no vídeo a seguir.

Como ser uma pessoa proativa em 3 passos práticos

https://youtu.be/1BcGhvkOBFg

Para ter mais proatividade, você precisa desenvolver três áreas:

  1. Manter seu foco na busca de soluções
  2. Investir na sua capacidade de fazer melhores escolhas
  3. Buscar o seu desenvolvimento pessoal

Vamos analisar cada um desses três passos.

1. Mantenha seu foco na busca de soluções

Quando você recebe um estímulo, haverá uma tendência em reagir imediatamente. Isso é o que as pessoas reativas fazem.

Por exemplo, se você está dirigindo normalmente e alguém te ultrapassa de forma brusca e te xinga, você tende a reagir a esse estímulo externo de alguma forma.

Uma opção é ficar com raiva do motorista. Outra é também acelerar para devolver a grosseria.

Só que nenhuma dessas reações vai te levar ao seu objetivo, que é chegar ao seu destino com segurança. Quanto mais tempo você ficar reagindo sem pensar, menos proatividade você terá.

Em vez disso, foque naquilo que você tem controle. Foque no seu próprio carro, na sua rota, no seu objetivo. E deixe os outros cuidarem de suas próprias vidas.

Uma técnica para isso é ensinada no livro Em busca de sentido, de Viktor Frankl.

Nele, o autor mostra que para ter mais proatividade você deve focar no pequeno intervalo que existe entre o estímulo externo e a sua resposta. É nesse rápido instante que você tem a capacidade de escolher qual será a sua resposta.

Essa é uma técnica que há milhares de anos vem sendo desenvolvida pelos praticantes de meditação, especialmente de vertentes como a meditação vipassana.

Está gostando deste texto?

Conecte seu Facebook para encarar desafios, encontrar parceiros e vencer seus objetivos. É gratuito, basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext

2. Invista na sua capacidade de fazer melhores escolhas

Muita gente entende a lógica entre a reatividade e a proatividade, mas na prática consideram muito difícil responder de maneira proativa a acontecimentos externos, especialmente os desagradáveis.

Para treinar essa habilidade, você pode imaginar em um estímulo desagradável que já tenha ocorrido na sua vida.

Lembre como você reagiu ao acontecimento. Agora imagine o que teria ocorrido se você tivesse respondido de forma proativa. Ou imagine como uma pessoa sábia que você admira teria reagido.

O resultado seria melhor ou pior?

A verdade é que a sua capacidade de fazer melhores escolhas é uma habilidade e, como toda habilidade, pode ser desenvolvida. O que nos leva ao terceiro e último passo.

3. Você pode se desenvolver

Como dito no vídeo, você não é um bicho. Não está condenado a ser para sempre da mesma maneira como é hoje.

Se você está vendo este conteúdo, já demonstrou seu interesse em se desenvolver como pessoa. Em fazer escolhas mais conscientes sobre como você lida com estímulos.

Por meio do estudo, da psicologia e da filosofia você pode refletir sobre quais são os valores pessoais mais importantes para a sua vida.

O que você não quer é ficar em um estado de baixa consciência, sem ter clareza sobre como fazer boas escolhas.

E se você começasse a priorizar proatividade?

Como ser uma pessoa proativa

Estamos chegando ao final deste artigo e dele gostaríamos que você levasse uma pergunta:

O que aconteceria com a sua vida se você começasse a priorizar a proatividade?

Como isso amenizaria os seus problemas? Como te ajudaria nas suas metas? Como aproximaria você da vida que você quer levar?

Para ser uma pessoa proativa, você precisa aumentar seu nível de consciência e clareza sobre os valores que orientam a sua jornada.

Isso tem um preço que você precisa estar disposto a pagar, inclusive de se expor ao julgamento dos outros, mas que quando paga observa um grande aumento na sua qualidade de vida.

Se você deseja apoio nessa jornada de aprender sobre como lidar com os inimigos da proatividade, você pode realizar o nosso curso rápido chamado Foco.

Foco é um curso especificamente desenhado para você concluí-lo em um único dia e assim já utilizar os benefícios da sua maior capacidade de ser proativo. Clique aqui para saber mais sobre o curso Foco.

Seiiti Arata

Orientador nos cursos Arata Academy, que já impactaram dezenas de milhares de estudantes em cinco continentes. Profissional de desenvolvimento pessoal considerado escolha número um (top of mind) por líderes, empresários, estudantes e formadores de opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4.480 membros Ícone do Desafio jfb_p_buttontext

Não perca essa oportunidade:
Comece a mudar agora mesmo

Basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext