Você já percebeu como a persistência é o principal fator que diferencia pessoas que têm facilidade para estudar daquelas que não conseguem aprender nada de novo?

Muita gente acredita que o que separa os bons e os maus estudantes é a inteligência. Ou alguma habilidade inata que facilita o aprendizado.

Ao mesmo tempo, muitos acreditam que o vício de comportamento que mantém alguns alunos presos na mediocridade acadêmica é a falta de inteligência.

No artigo de hoje, eu gostaria de combater esse mito e mostrar como você pode aprender qualquer matéria se trabalhar apenas um aspecto da sua personalidade. A persistência.

Nós veremos em detalhes:

  • Como a persistência é capaz de fazer você aprender qualquer matéria
  • O que significa ter persistência nos estudos
  • A relação entre persistência e desempenho acadêmico
  • O que acontece na vida de quem não desiste dos seus maiores objetivos

Para começar, vamos ver um vídeo em que falo como a persistência é capaz de fazer você aprender qualquer matéria.

Como a persistência é capaz de fazer você aprender qualquer matéria

Sabe quando você olha para aquelas pessoas que parecem ter uma facilidade para aprender coisas novas?

O segredo dessas pessoas não está em uma inteligência sobre-humana. Está sim na capacidade de persistir.

É a persistência que separa o que chamamos de genialidade ou mediocridade de um estudante.

Isso não significa que não existam pessoas mais inteligentes que outras.

A questão é que a inteligência por si só não determina o sucesso ou fracasso acadêmico de um aluno.

Se você duvida, basta observar uma pessoa considerada pouco inteligente, mas que estuda com dedicação até aprender a matéria.

Essa observação foi feita em um experimento para se descobrir o que significa ter persistência nos estudos.

O que significa ter persistência nos estudos

Persistência

Para ilustrar meu argumento, vou contar a você a história verídica de uma enfermeira de cerca de 20 anos chamada Renée.

Em um experimento relatado no livro Outliers, Renée foi orientada a resolver um problema de álgebra ao lado de um professor.

Por 22 minutos, ela foi filmada tentando solucionar a questão.

Durante esse tempo, Renée conversava sozinha, testando diferentes hipóteses até chegar a uma resposta definitiva.

A filmagem mostrava a estudante em suas conversas consigo mesma:

– Ah, entendi… se eu aumentar esse número eu consigo isso.

– Oh, não deu certo… talvez se eu mudar outra variável isso ajude.

– Hum… se eu diminuir um pouquinho mais eu consigo resolver.

Está gostando deste texto?

Conecte seu Facebook para encarar desafios, encontrar parceiros e vencer seus objetivos. É gratuito, basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext

O que torna interessante o caso da Renée é a persistência que ele teve para continuar tentando até resolver o problema.

No famoso livro Desperte Seu Gigante Interior, o autor Anthony Robbins chama esse tipo de atitude de “fórmula mágica do sucesso”.

Para ilustrar a fórmula, ele pergunta: quantas vezes você deixaria o seu filho bebê cair antes de desistir de ensiná-lo a andar?

Os pais que recebem essa pergunta respondem estupefatos. Como assim? Ele vai cair até aprender a andar. A possibilidade de desistir simplesmente não existe.

Aí está a fórmula, que de mágica não tem nada. Você deve tentar cumprir o seu objetivo até conseguir.

É por isso que você deve se transformar em um estudante persistente.

A relação entre persistência e desempenho acadêmico

Como ter persistência

A presença ou falta de persistência pode ser utilizada para prever quão bom um aluno é.

Por exemplo, existe um exame internacional chamado The Third International Mathematics and Science Study (TIMSS) usado para comparar resultados acadêmicos de diversos países.

Junto ao exame, existe um questionário com diversas perguntas para se fazer uma espécie de censo estudantil.

Esse questionário não faz parte da prova. Ele não contém questões acadêmicas. São apenas questões de fundo, sobre quem é o aluno, quantas aulas assiste por semana, o que pensa da estrutura da escola etc.

Embora sejam perguntas simples, muitas crianças ou adolescentes acham meio cansativo preencher o questionário inteiro.

Pesquisadores então decidiram testar uma hipótese. Será que quem não tem persistência nem para preencher o questionário tende a se sair pior no exame?

Os números apontam que sim. A persistência funciona como um fator para ajudar a prever o desempenho de um aluno. Quanto mais persistente, melhor o aluno.

Se você convocar uma olimpíada de matemática, basta dar aos participantes uma tarefa que meça a persistência.

O primeiro colocado na olimpíada provavelmente não será uma nação de gênios, mas sim um país de pessoas persistentes.

O que acontece na vida de quem não desiste dos seus maiores objetivos

Como aprender qualquer matéria

Se eu pudesse resumir o artigo de hoje em apenas uma ideia, eu diria que sucesso acadêmico é uma questão de postura. Não de inteligência.

Infelizmente, há muitas pessoas que acreditam que, para entender certa matéria, é necessário ter um dom, uma genialidade ou uma habilidade especial.

Isso não é verdade. O que diferencia um bom aluno é a atitude, a postura, a mentalidade diante dos estudos.

Quando eu estudo assuntos como psicologia, empreendedorismo, saúde, finanças, relacionamentos ou qualquer outro tema que você já viu na Arata Academy, sempre lembro que ter a mentalidade correta é o primeiro passo.

Por isso, antes de começar a estudar, pergunte a si mesmo: qual é a intenção por trás desse estudo? Qual é a postura que vou adotar?

Onde há vontade, há possibilidade. Onde existe dedicação haverá resultados.

O comportamento que queremos modelar a partir da história de hoje é não desistir.

É, como um bebê, cair até aprender a andar. É saber que, no fundo, nós temos a capacidade ou de resolver o problema ou de aprender como resolvê-lo.

Perceba que, no experimento citado, a enfermeira Renée não é especialista em matemática. Mas ela possui algo que a diferencia da maior parte dos alunos: a persistência.

A boa notícia que é que você também pode ter esse diferencial. A persistência é uma habilidade que você pode começar a treinar a partir de hoje.

Com ela, você rapidamente vai começar a se diferenciar de alunos medianos. De pessoas que não conseguem aprender coisas novas.

Se você quer aprender qualquer matéria, primeiro você tem que desenvolver sua capacidade de persistir, sua disposição para fazer o trabalho duro.

No nosso curso Como Aprender Mais Rápido, nós ensinamos técnicas de leitura, de anotação, de estudo e de revisão.

Mas principalmente a gente prepara você para ter a postura adequada para ser um estudante muito acima da média. Se você tem interesse em se destacar dessa forma, conheça melhor o curso Como Aprender Mais Rápido.

Seiiti Arata

Orientador nos cursos Arata Academy, que já impactaram dezenas de milhares de estudantes em cinco continentes. Profissional de desenvolvimento pessoal considerado escolha número um (top of mind) por líderes, empresários, estudantes e formadores de opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

680 membros Ícone do Desafio jfb_p_buttontext

Não perca essa oportunidade:
Comece a mudar agora mesmo

Basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext