Você já percebeu como ter atenção plena detalhes é um poderoso antídoto para aquela sensação de vazio que muitos de nós temos quando não estamos em nossos melhores dias?

Já notou como a falta de atenção causa desde pequenos acidente até grandes males da mente como tristeza, tédio e depressão?

Você gostaria de saber como treinar a sua atenção para ser uma pessoa menos distraída, menos ansiosa e mais focada?

Se esse for o seu caso, continue lendo este artigo, no qual vamos investigar como as sutilezas da atenção plena podem ajudar a mudar radicalmente a sua vida.

Veremos em detalhes:

  • Por que saber como ter atenção plena é um remédio contra a sensação de vazio
  • O que é atenção plena
  • Como ter atenção plena: um guia prático para acabar com sua desatenção
  • Como seria sua vida se você fosse uma pessoa mais atenta

A leitura deste artigo, por óbvio, deve ser feita de forma atenta. O que você vai ler a seguir não é simplesmente algo teórico, mas sim um guia prático que pode alterar a maneira como você percebe a sua realidade.

À leitura atenta, então.

Por que saber como ter atenção plena é um remédio contra a sensação de vazio

Como ter atenção plena

Existem duas tendências de comportamento humano que vêm crescendo muito nos últimos tempos.

A primeira é uma reclamação generalizada sobre uma sensação de vazio, de falta de propósito, de sentido na vida.

Tal reclamação muitas vezes se manifesta em forma de tédio, de tristeza e, em casos mais graves, até mesmo de depressão.

A segunda é uma maneira de levar a vida baseada simplesmente na distração.

Estamos sempre olhando o celular, ouvindo um vídeo que nem vemos por estar em uma aba escondida do navegador, fazendo uma coisa e pensando em outra.

Essas duas tendências parecem ser interligadas. Ou seja, essa forma distraída de levar a vida é uma das causas da sensação de vazio, de tristeza, de tédio.

E é por isso que saber como ter atenção plena é uma habilidade tão importante.

Saber como ter atenção plena é um grito de liberdade

Atenção Plena e Meditação

Uma mente treinada na arte da distração está presa.

Presa ao passado, deprimida por remoer ou tentar mudar o que já é irreparável.

Presa ao futuro, ansiosa ao tentar lidar com problemas que não aconteceram e provavelmente jamais irão acontecer.

Para libertar-se dessa prisão e dar um grito de liberdade, basta saber como ter atenção plena.

A atenção plena traz dois impactos imediatos. Primeiro, traz nossa mente de volta ao presente.

Segundo, faz com que nossa mente deixe de ser autocentrada e passe a observar o mundo que nos cerca.

Uma mente autocentrada nos faz perceber nossos limites e imperfeições. E tal percepção nos faz sofrer.

O pensamento de si nos envolve numa confusão de medos, preocupações e ansiedades. E a atenção plena é o ato de libertação que vem para nos salvar.

Mas o que é atenção plena exatamente?

Está gostando deste texto?

Conecte seu Facebook para encarar desafios, encontrar parceiros e vencer seus objetivos. É gratuito, basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext

O que é atenção plena

Mindfulness

Atenção plena ou mindfulness é uma abertura à realidade e o acolhimento tranquilo daquilo que essa realidade nos apresenta.

Uma mesma realidade objetiva é interpretada de forma absolutamente diferente se estamos atentos ou desatentos.

Quando estamos distraídos, quase não percebemos os chamados que a realidade nos faz.

Nossa mente presa ao passado, ao futuro e ao nosso próprio umbigo perde grandes oportunidades de agir com clareza, foco e precisão.

Isso não significa que devamos estar a todo tempo concentrados em um esforço de perceber e reter tudo o que nos cerca.

A atenção plena é destituída de esforço. Ela simplesmente se abre ao presente, o acolhe e responde a suas demandas de forma ativa.

Enquanto foco ou concentração são atividades mentais com objetivos específicos. Por outro lado, saber como ter atenção plena é algo mais passivo.

Não são, no entanto, coisas opostas ou adversárias. Juntas, são os instrumentos fundamentais para o aprendizado e para a ação.

O segredo é dominar a arte de perceber, em cada momento, se devemos estar plenamente atentos ao geral ou concentrados no particular.

Como ter atenção plena: um guia prático para acabar com sua desatenção

Como ter atenção plena

Manter a atenção plena não é, como frequentemente se imagina, obrigar-se a pensar certas coisas.

Estar atento é manter em si uma abertura que nos permita perceber, acolher e responder adequadamente aos chamados que as coisas – as pessoas, os objetos, a natureza – nos fazem.

Se a atenção plena é uma abertura à realidade destituída de esforço, qualquer método para praticá-la que exija concentraçaõ e esforço está destinado ao fracasso.

Saber como ter atenção plena é saber ser tranquilo, confiante e destituído de esforço.

É simplesmente aceitar o presente que está diante de nós.

Uma maneira prática para acabar com a sua desatenção é realizar ações que coloquem você no momento presente e evitar ações que tiram você do momento presente.

Os sentidos – especialmente a visão e a audição, mas também o olfato, o paladar e o tato – devem estar prontos para perceber e acolher tudo o que lhes é oferecido.

Nenhuma preocupação com objetos particulares ou consigo mesmo deve estar presente. Quanto menos elas existirem, mais plena será a sua atenção.

Da mesma forma, você pode relaxar a sua mente e trazê-la para o presente por meio de práticas como a meditação.

Com a meditação praticamos a arte de não nos apegarmos às preocupações de passado e futuro que a todo tempo surgem em nossa mente.

Simplesmente as observamos e escolhemos deixá-las ir, tão repentinamente quanto chegaram. Esse é o verdadeiro ato de libertação.

Mas além de abrir nossos sentidos e nossa mente para a realidade diante de nós, também é sábio remover aquilo que impede a atenção plena.

Como ter atenção plena removendo o que a impede

Conhece-te a ti mesmo ~ Sócrates

Praticar o que favorece a atenção e remover o que a impede.

Saber como ter atenção plena é simples assim.

Já vimos o que a favorece, vamos agora aprender o que impede a atenção.

Ora, se a atenção é uma abertura à realidade objetiva que nos cerca, o que a impede é justamante nosso fechamento em uma realidade subjetiva.

É nossa mente autocentrada em um mundinho particular, com nossos pequenos problemas (reais e imaginários).

É nossa prisão em remorsos do passado ou ansiedades do futuro.

Isso não significa que você devea tentar controlar os seus pensamentos. Isso é praticamente impossível.

O que você pode fazer, e a meditação treina exatamente isso, é escolher deliberadamente a quais pensamentos você vai se apegar. E quais pensamentos você vai simplesmente observar e deixar desaparecer.

Pelo apego a certos pensamentos, criamos o nosso ser. Somos o que pensamos.

O pensamento de si, sendo o pensamento dos nossos limites e fraquezas, nos separa do presente para nos aprisionar no mundo interior das angústias, preocupações e contradições.

Como ter atenção plena evitando o excesso de distração

Como evitar a distração

Por fim, existe outro elemento mais simples e prático que nos impede de saber como ter atenção plena.

É a distração.

A distração é simplesmente a falta de concentração dos sentidos no que se passa à nossa volta.

Em pequenas doses, ela não é prejudicial. E é até necessária, uma forma de descanso do cérebro.

O problema é que, especialmente com a tecnologia, o que era excessão virou regra. E a regra se tornou excesso.

Para perceber isso, basta observar ao seu redor.

Cada vez mais, as pessoas estão distraídas, com um celular na mão. Olham fotos, veem memes, preocupam-se em obter e dar likes.

Esse excesso treina a nossa mente a ficar distraída o tempo todo. E com isso ela fica atrofiada em exercer a atenção plena ao que está ao nosso redor.

Por isso, evite o excesso de distração. Deixe a distração para o que é sua função básica: períodos pequenos e esporádicos de tempo destinados a deixar a mente descansar um pouco.

Conclusão: como seria sua vida se você fosse uma pessoa mais atenta

Atenção Plena

É extremamente difícil descrever algo tão sutil quanto a atenção utilizando-se apenas de palavras.

Entretanto, esperamos que este artigo tenha ampliado a sua percepção sobre o que é e como ter atenção plena no seu dia a dia.

E já que a sua mente provavelmente já é bem treinada em imaginar situações futuras, faça o seguinte exercício de imaginação.

Como seria a sua vida se você fosse uma pessoa mais atenta?

Se você conseguisse não ficar remoendo situações do passado? Se conseguisse se livrar da ansiedade de problemas futuros?

Como seria a sua vida se você tivesse menos distrações com o seu celular e mais atenção ao momento presente?

Se pudesse deixar a sua mente aberta para receber e processar os estímulos que vêm dos seus cinco sentidos?

Se conseguisse não se apegar a pensamentos, mas simplesmente os observasse nascer e morrer como se fossem de uma terceira pessoa?

Tudo isso é possível. E tudo isso pode começar exatamente agora, se você simplesmente começar a se abrir para ao que está a sua volta de forma atenta.

A Atenção não requer preparação nem tempo. Não há método nem mestre. Ela é agora.

André Valongueiro

André Valongueiro é coach, educador e escritor. Vive a vida nos seus próprios termos, viajando o mundo enquanto trabalha 100% online. Aprendeu a arte de realizar sonhos com paz e sem ansiedade e quer ajudar você a fazer o mesmo. Visite o blog pessoal.

Walmar Andrade

Criador do Mude.vc, Walmar Andrade é advogado e jornalista, com extensão em jornalismo on-line (UFPE), MBA em Planejamento, Gestão e Marketing Digital (FECAP-SP) e Master en Comunicación Empresarial (INSA-Barcelona). Escreve sobre comunicação e marketing digital no blog Fator W.

2 Comentários

  1. Gostei muito do texto e é exatamente o que estava precisando ouvir, neste caso, ler. Muitas vezes não consigo valorizar o presente e me pego remoendo erros que vivi no passado ou situações de traição que vivi de pessoas proximas ou de ansiedade com o meu futuro e da minha familia. São situações que não tenho como mudar no passado e nem controle no futuro. Obrigada por este texto, quero treinar a atenção plena.

  2. É com precisão que se descreve uma mente desatenta e uma mente atenta. Eu tenho me pego constantemente desatenta, deixando passar o que está ao meu redor, e quando percebo… Já foi. Tenho deixado que o agora se torne em passado constantemente sem que o perceba. Mas agora tendo chegado ao entendimento da atenção plena e como obtê-la, posso começar a colocar em prática essas dicas… blz vlw <3

Comments are closed.

Não perca essa oportunidade:
Comece a mudar agora mesmo

Basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext