Você já pensou como parar de reclamar pode ser uma das atitudes mais poderosas para você cumprir metas e objetivos de vida?

O que aconteceria se, a partir de hoje, você reduzisse ao máximo as reclamações e começasse a agir de maneira inabalável, independentemente das circunstâncias externas?

No artigo de hoje, vamos ver por que a reclamação é uma estratégia ineficaz, que praticamente só traz malefícios para você e para as pessoas ao seu redor.

Por isso, se você quer aprender como parar de reclamar e começar a fazer o que precisa ser feito, continue lendo este artigo para saber:

  • Por que reclamar é uma estratégia extremamente ineficaz
  • O que você ganha quando reclama?
  • Como parar de reclamar usando 3 perguntas poderosas
  • O que aconteceria com sua vida se você parasse de reclamar?

Para começar, vamos ver um vídeo que eu gravei sobre os problemas da reclamação.

Por que reclamar é uma estratégia extremamente ineficaz

A vida de todos nós é feita de altos e baixos, de momentos felizes e tristes, de celebrações e também de lutos.

Nesses momentos de baixa, é normal sentir vontade de reclamar. E não há nenhum problema em fazer reclamações pontualmente, quando algo não vai bem.

O problema começa a surgir quando nos tornamos reclamadores crônicos. Quando viramos aquele tipo de pessoa que está a todo momento se queixando da temperatura, do governo, da comida, do emprego, das outras pessoas.

Analisando de forma racional, reclamar é uma estratégia extremamente ineficaz. Ela não traz na prática nenhum benefício e ainda representa um grande desperdício de tempo.

Pense comigo. Quando você reclama de algo, quais as consequências que espera dessa reclamação?

Você realmente acredita que ficar reclamando vai ajudar de alguma forma a alcançar os seus grandes objetivos de vida?

A resposta para essas perguntas é um sonoro não.

Isso não significa, entretanto, que você não ganhe nada ao reclamar. Se não houvesse benefício, nenhum de nós estaria aqui aprendendo como parar de reclamar.

Vamos ver, então, que supostos benefícios são esses.

O que você ganha quando reclama?

Parar de reclamar

Quando você era uma criança pequena, precisava chorar, berrar e reclamar para conseguir obter atenção, alimento e abrigo.

Naquela fase da vida, reclamar era uma ferramenta útil para conseguir o que você precisa.

Na vida adulta, contudo, a reclamação além de não nos ajudar a obter o que queremos, muitas vezes tem o efeito oposto.

Ou seja, em vez de ajudar a conseguir felicidade, a reclamação traz ressentimento, insatisfação e até mesmo isolamento.

Você gosta de passar tempo ao lado de quem reclama o tempo todo?

Da mesma forma que você não gosta desse tipo de companhia, é muito provável que as pessoas ao seu redor não gostem quando você fica reclamando o tempo todo.

A única coisa que você ganha quando faz reclamações é uma falsa sensação de alívio, uma falsa ideia de que você está fazendo algo para resolver um problema, quando na verdade só está se queixando passivamente.

Vejamos, então, como parar de reclamar aprendendo 3 simples, mas poderosas, perguntas.

Como parar de reclamar usando 3 perguntas poderosas

Fim das reclamações

Quando você começa a pesquisar sobre como parar de reclamar, o que você no fundo quer é uma estratégia eficiente, que traga máxima satisfação.

Nós conseguimos isso com 3 perguntas que você pode usar sempre que perceber que está começando a reclamar.

Antes de fazer as perguntas, você precisa entender o que realmente quer.

Você quer agir para mudar a situação da qual iria reclamar? Ou prefere apenas falar para ser entendido?

Essas são duas necessidades distintas. Quando você quer ação, está no modo de solução de problemas. Quando quer ser ouvido, está no modo de compreensão.

Cada um desses modos representa necessidades que são o núcleo da nossa primeira pergunta.

1. Quais são as necessidades por trás da minha reclamação?

Quais são as reais necessidades que se escondem por trás da sua reclamação? O que você de fato quer alcançar reclamando?

Talvez você queira se sentir compreendido. Talvez um valor pessoal importante seu não foi respeitado. Talvez você queira mudanças.

Pense nas suas reais necessidades e anote a resposta para a primeira pergunta. Descubra qual é o propósito por trás do ato de reclamar.

Quando tiver a resposta, passe para a segunda questão.

Está gostando deste texto?

Conecte seu Facebook para encarar desafios, encontrar parceiros e vencer seus objetivos. É gratuito, basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext

2. Quais são as outras estratégias disponíveis?

Além de reclamar, quais são as outras estratégias disponíveis para você resolver a situação da qual ia reclamar? Que outras coisas podem ser feitas para atender as necessidades que você identificou na primeira pergunta?

Aqui você pode fazer um brainstorming para imaginar outras possibilidades de ação. Qualquer ideia que aparecer na sua mente é válida.

Quando um problema surge, reclamar é apenas uma das opções. E provavelmente uma das menos eficientes para atender as necessidades que você identificou.

Aqui é o momento de usar criatividade, inteligência e audácia para pensar em outras opções de ação.

Quem não sabe como parar de reclamar jamais faz isso. Esse tipo de pessoa não tira um momento para imaginar outros cursos de ação.

Antes de passar para a terceira pergunta, quando sua lista de ideias estiver pronta, revise todas as opções e escolha a que lhe parece mais eficaz para atender às suas necessidades.

3. Qual é o preço que vou pagar para implementar a estratégia escolhida?

Toda ação tem um custo. Não apenas financeiro, mas sim em sentido mais amplo. Um custo de esforço, de riscos, de tempo.

Um dos motivos pelos quais as pessoas não sabem como parar de reclamar é pelo fato de a reclamação não ter praticamente custo algum.

Reclamar não requer tempo, dinheiro, esforço, estudo. Nada. É só abrir a boca e sair reclamando, mesmo sem bons argumentos, mesmo sem razão.

Qualquer um pode reclamar. Por isso essa é um hábito de baixo risco e viciante. Muita gente sai até procurando temas para sair reclamando.

Quando você adquire consciência de quais são as suas verdadeiras necessidades e descobre qual a melhor atitude para suprir essas necessidades, pode dar o próximo passo e ver se está disposto a pagar o preço.

O momento em que você opta por enfrentar os riscos do fracasso é o momento em que você decide parar de reclamar e começar a agir para resolver o problema.

O que aconteceria com sua vida se você parasse de reclamar?

Como parar de reclamar

Estamos chegando ao final desse artigo e agora eu gostaria que você imaginasse por um momento como seria a sua vida se você soubesse como parar de reclamar.

O que aconteceria se você parasse apenas de se queixar e começasse a agir de forma diligente para resolver os problemas que encontra, para alcançar os seus grandes objetivos de vida.

Existem muitas maneiras de falar de forma aberta sobre situações que não agradam você. Sem choramingar. Sem julgar. Sem ofender. Sem acusar. Sem reclamar.

É possível ter conversas construtivas e alcançar uma maior compreensão e conexão com outras pessoas. Essa é uma escolha de pessoas proativas, de pessoas que assumem a responsabilidade de fazer algo em vez de ficar apenas reclamando.

Em última análise, quando você está se queixando está basicamente se recusando a aceitar a realidade. Está colocando uma máscara reativa de vida, de alguém incapaz de assumir o comando da própria vida.

Talvez você pense que não tem capacidade de mudar a realidade da qual você reclama. Mesmos nessas situações, ninguém pode tirar de você a sua capacidade de mudar a forma como você reage aos acontecimentos externos.

Se para você é impossível no momento mudar seu emprego, seus governantes, o lugar onde você mora ou qualquer outro elemento externo, é possível sim mudar a sua resposta a tudo isso. Você sempre pode mudar a sua perspectiva, o modo como encara a sua condição atual.

Só essa mudança de pensamento é mais eficiente e mais satisfatória do que reclamar.

Conclusão: como parar de reclamar

Reclamação

No artigo de hoje, nós vimos que a reclamação é uma estratégia extremamente ineficaz para resolver os problemas da sua vida.

Além disso, ela representa um desperdício de tempo e pode nos tornar alguém cuja companhia não é apreciada pelos outros.

Vimos, ainda, que a única coisa que você pode ganhar reclamando é atenção e uma falsa sensação de alívio por achar que está fazendo algo para resolver uma situação. Quando na verdade você não está fazendo nada.

Para romper esse ciclo e aprender como parar de reclamar, use as 3 perguntas poderosas que aprendeu:

  1. Quais são as necessidades por trás da minha reclamação?
  2. Quais são as outras estratégias disponíveis?
  3. Qual é o preço que vou pagar para implementar a estratégia escolhida?

Talvez você já tenha visto pessoas que têm uma posição bem mais radical contra a reclamação. Há até quem diga que você deve se isolar dos queixosos. Que a reclamação é uma doença contagiosa.

Evitando essa posição extrema, fizemos um esforço para entender que a reclamação é um sinal de alerta. Um sinal de que existem necessidades que não estão sendo atendidas.

Ao conhecer tais necessidades, você se torna mais capaz de identificar o melhor curso de ação para alcançar mais felicidade e realização.

Ao parar de reclamar, seu objetivo não é reprimir suas necessidades ou fingir que situações desagradáveis não existem. Também não é se contentar com pouco.

Com as estratégias que aprendeu aqui, você pode fazer muito melhor do que isso. Caso precise de alguma ajuda, basta deixar um comentário abaixo para seguirmos a conversa.

Seiiti Arata

Orientador nos cursos Arata Academy, que já impactaram dezenas de milhares de estudantes em cinco continentes. Profissional de desenvolvimento pessoal considerado escolha número um (top of mind) por líderes, empresários, estudantes e formadores de opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não perca essa oportunidade:
Comece a mudar agora mesmo

Basta um clique no botão abaixo:

jfb_p_buttontext